Manuscript with arrow icon Book and magnifying glass icon Cross-check icon Process checklist icon Reputation ribbon icon Graduation cap icon Question speech bubble icon Headset call icon Mobile phone call icon Login arrow icon B+ Paper Icon Becoming B+ Paper Icon Checkmark Paper Icon Feedback Speech Bubble Icon Feedback Double Speech Bubble Icon Similarity Check Icon Professional Development Icon Admin Training Icon Instructor Training Icon Student Training Icon Integrations Icon System Status Icon System Requirements Icon Menu Icon Checkmark Icon Download Icon Rubric Icon Prompt Icon QuickMark Set Icon Lesson Plan Icon Success Story Icon Infographic Icon White Paper Icon White Paper Icon Press Release Icon News Story Icon Event Icon Webcast Icon Video Icon Envelope Icon Plaque Icon Lightbulb Icon Insights Lightbulb Icon Training Icon Search Icon User Icon Privacy Icon Instructor Icon Instructor-1 Icon Investigator Icon Admin Icon Student Icon Voice Grammar Icon Turnitin Logo (Text and Icon) Icon Facebook Icon Twitter Icon LinkedIn Icon Google Plus Icon Lightbulb Icon Binoculars Icon Drama Masks Icon Magnifying Glass Icon Signal Check Indicator Bars Red Flag Icon Analysis and Organization Icon
Agende uma consulta

Mindfulness: um novo chavão; uma filosofia; um estilo de vida.  Quer você tenha lido sobre mindfulness em notícias, captado sua essência com colegas, ou caso pratique uma rotina de mindfulness e meditação de forma diária, saiba que este é um conceito que entrou nas nossas vidas nos últimos anos e também no ambiente educacional. Em 2015, foi desenvolvida uma pesquisa com 36 programas que ofereciam yoga em mais de 900 instituições de ensino - da pré-escola ao ensino médio, nos Estados Unidos. O que se descobriu foi que a implementação de práticas como yoga e meditação na educação podem “induzir mudanças na estrutura e funcionamento cerebral, o que permite aumentar habilidades como auto-regulação e comportamento social, além de proporcionar melhora na performance dos alunos”.

Há uma razão para que o Mindfulness, ou Atenção Plena (na tradução literal para o Português) e, consequentemente, as práticas de yoga e meditação, estejam se tornando predominantes na nossa sociedade. Mindfulness nos permite estar completamente presentes, observando nossas emoções, pensamentos e nosso entorno, sem julgamentos. Esta prática pode nos ensinar a não sermos tão reativos ou sobrecarregados por aquilo que está acontecendo ao nosso redor, nos encorajando a prestar atenção no aqui e no agora. 

Ao ensinar, praticar e definir Mindfulness para e com os alunos, os professores auxiliam esses estudantes a fazerem escolhas sábias sem que sejam governadas pela emoção. As pesquisas mostram que a prática consistente de Mindfulness com os alunos oferece “melhoras significativas de regulação emocional, pensamento positivo e reestruturação cognitiva em resposta ao estresse”.

Mas, qual a relação entre Mindfulness e a Integridade?

Frequentemente, quando os alunos enfrentam uma avaliação ou um prazo para o qual não se sentem preparados, eles reagem com emoção, ao invés de usarem a razão. Em momentos de tensão, eles podem deixar de lado uma abordagem racional e optar por algo que, aparentemente, em um curto prazo, diminui o estresse, porém, em um longo prazo, pode prejudicar seu desempenho, notas, reputação ou relações.  Os sites de compra e venda de trabalhos abordam os alunos no auge dos exames finais, quando eles estão sobrecarregados, cansados, fragilizados e prontos para dizer sim para o que parece ser uma opção mais fácil. 

Além disso, pesquisa mostrou que os adolescentes são biologicamente predispostos a assumirem riscos, incapazes de enxergar as consequências de ações imediatistas. “O que distingue adolescentes (comparados aos seus pares mais velhos) é a disposição de aceitar condições ambíguas - situações nas quais as probabilidades de ganhar ou perder são desconhecidas”. 

O Dr. Jason M. Stephens, um pesquisador da motivação acadêmica e desenvolvimento moral  em adolescentes na Escola de Aprendizagem, Desenvolvimento e Prática Profissional da University of Auckland, afirma:  “Até mesmo alunos com boa índole precisam de ajuda para agirem moralmente”. Neste ambiente de aprendizagem remoto, é essencial  intensificar as instruções e diretrizes de integridade acadêmica para os alunos trabalharem de casa. E se os professores desejam zelar pela integridade acadêmica em ambientes remotos e atualizar os códigos de conduta, ou os critérios de avaliação on-line, vale a pena integrar também momentos de Mindfulness ao currículo. Ao apoiar habilidades de Mindfulness ao longo do curso, há uma chance de que os alunos tragam mais equilíbrio e foco na tomada de decisões do meio acadêmico, quando estas forem importantes.  

Aqui estão três formas de incluir Mindfulness no seu ambiente remoto de aprendizagem:

USE A REFLEXÃO POR ESCRITO

A metacognição, ou melhor, o processo de pensar sobre o pensar, encoraja os alunos a observarem seus processos de pensamento. Além disso, proporciona aos estudantes a chance de refletir sobre como suas perspectivas mudaram e o quanto eles cresceram ao revisar processos anteriores. Por meio de um diário ou de reflexões por escrito depois de um debate, os alunos podem usar a escrita como uma maneira de focar e pensar. O site Edutopia recomenda fazer perguntas mais reflexivas que levem os alunos a se aprofundarem em seus pensamentos: “Como sua opinião sobre este tópico mudou depois de ler e discutir este texto?”, ou “O que você pensou/sentiu depois de ver as notícias de hoje?”. Reflexões como estas não precisam necessariamente ser avaliadas e, normalmente, não têm que ser muito formais,  então os alunos devem ser convidados a anotar uma lista  simples de marcadores ou fazer um brainstorming. Assim como a meditação, a escrita consciente e consistente pode ajudar os estudantes a desenvolverem um nível mais alto de metacognição e auto-conhecimento que será benéfico em todos os aspectos. 

INTEGRE UM MOMENTO DE ATENÇÃO

Imagine só: no começo de cada aula, seja presencial ou on-line, você pede aos alunos para pararem por um momento e respirarem. Talvez você os encoraje a observar silenciosamente o entorno e, quem sabe, definir uma intenção para a aula que acontecerá em breve. Não importa como você molda este momento, comunique que o intuito é fazer com que os alunos olhem para dentro de si mesmos. O caos da manhã ou da tarde pode desaparecer em poucos segundos se você der a oportunidade de espairecerem e estarem presentes.  Você se surpreenderá: apenas alguns segundos de respiração profunda podem trazer até a turma mais turbulenta de volta à atenção.  

OFEREÇA FERRAMENTAS E TÉCNICAS PARA ALÉM DA SALA DE AULA

Simplesmente falar sobre Mindfulness já ajuda muito. Começar explicando a ciência que existe por trás de Mindfulness como, por exemplo, a maneira que  nossas respostas fisiológicas ao estresse estão relacionadas com nossa amígdala cerebral, hipocampo e córtex pré-frontal. E que, embora não seja culpa do aluno a inclinação para brigar ou paralisar em uma situação estressante,  ele pode aprender a controlar suas respostas emocionais por meio da prática de Mindfulness. 

Headspace Ã© um ótimo aplicativo e recurso on-line para estudantes interessados em começar com a prática de meditação ou Mindfulness estruturada. O Mindful Life Project oferece rodas de música para alunos de ensino fundamental e médio, incluindo meditação guiada e hip-hop.  Ter uma aula de yoga virtual ou passar algum tempo ao ar livre são outras maneiras efetivas não só para desestressar e desconectar da tecnologia, mas também para estar totalmente presente. Por fim, sugira que os alunos promovam um debate sobre maneiras de praticar o Mindfulness e ficar completamente com os pés no chão, desde criarem uma rotina matinal, com uma xícara de café ou chá, até respirarem profundamente quando sentirem a ansiedade chegando. 

A integridade e o Mindfulness estão profundamente ligados, uma apoiando o outro significativamente. Ao priorizar ambos em sua sala de aula, você pode criar um ambiente onde os alunos se sintam calmos e prontos para enfrentar os desafios com confiança e autenticidade.

Saiba mais sobre como introduzir a integridade no seu currículo acadêmico